segunda-feira, 23 de junho de 2014

"Cheia de alegria"


"...você cresceu em mim de um jeito completamente insuspeito, assim como se você fosse apenas uma semente e eu plantasse você esperando ver uma plantinha qualquer, pequena, rala, uma avenca, talvez samambaia, no máximo uma roseira, é, não estou sendo agressivo não, esperava de você apenas coisas assim, avenca, samambaia, roseira, mas nunca, em nenhum momento essa coisa enorme que me obrigou a abrir todas as janelas, e depois as portas, e pouco a pouco derrubar todas as paredes e arrancar o telhado para que você crescesse livremente..."
"Para uma avenca partindo"

Caio Fernando Abreu



Minha baixinha, a alegria dos meus dias, mas que uma "priminha" quase uma filha, que acompanhei desde o ventre da minha tia, que desde lá já sabia que ia ser essa baixinha linda, sonhei contigo e disse primeiro que todos "Vai ser uma menininha", dito e feito. Essa semana foi o seu aniversário, 5 aninhos. Poxa vida! Como o tempo passa, aonde você cresceu tanto assim que eu não percebi? Cada ano que passava você teve a capacidade incrível de ocupar um espaço ainda maior dentro de mim, dentro do meu coração, e veja só, deste tamaninho, como pode? Se você soubesse o quanto me faz bem, pequena, o quanto meu amor, carinho e doçura por você só cresce e aumenta, assim como você a cada dia mais. A pessoinha que tem a capacidade de transforma o mais negro dos dias em um festival de cores só com o sorriso que abre no portão ao me ver chegar, a cada abraço esmagadoramente apertado, a cada grude na hora de nossas sessões cinema, a cada "Pima, te amo" que me solta... Ai, essa guriazinha tem esse poder, de me fazer esquecer todos os problemas, amarguras e fases ruins que a vida ás vezes nos impõe, com ela tudo fica simplesmente... mais leve. Assim como você cresce pequena, meu amor por ti também. Minha alegria, minha doce e verdadeira alegria! S2

Nenhum comentário:

Postar um comentário