segunda-feira, 5 de julho de 2010

Sentimentos confusos.


É estranho quando me pego penssando em mim, e nas coisas que sinto, vejo e presencio. É estranho também, ver como me sinto diferente de todos, deslocada é a palavra mais exata. Há 19 anos vim parar aqui, nesse mundo, e desde que me entendo por gente, me sinto assim. Um sentimento no qual não consigo explicar. É como se aqui não fosse meu lugar, como se eu vivesse exclusivamente para acha-lo. Por mais que eu ouça de outras pessoas ''sua vida é essa, começe a vive-la, depois, quando você quizer recuperar essa fase, será tarde demais''. Mais é estranho, são palavras e conselhos estranhos a mim, por que, sinto justamente o oposto, sinto que não estou vivendo-a. É uma tortura, um sentimento de ausencia, de falta, de angustia e impotencia, na qual não consigo explicar. Talvez eu já tenha vivido, de fato, e a perdi. Talvez, ela ainda esteja esperando por mim, mais ainda não está no momento certo de eu te-la. Eu sei, tenho ciencia plena de que a vida é feita de momentos, e que os momentos, se não forem bem aproveitados, passaram, e eu passarei com eles. Dia após dia, ano após anos. Mais como aproveitar tais momentos plenamente, e vive-los, quando você nem ao menos os sente passar? Como curtir cada um com extrema vivacidade e felicidade, quando eles são apenas dias a mais, dias iguais?
Você tem ciencia de tudo em sua volta, das pessoas, dos dias, dos momentos. Mais é como se fossem apenas... pré estreias, de algo que você realmente deveria estar vivendo. É como se fossem trailers, que passam rápido, antes do tão esperado filme. É estranho, estranho e assustador, se sentir dessa maneira, esperando por algo, esperando.. esperando.. por algo, que talvez nunca chegue, ou não exista, ou.. Não sei dizer, mais é assim que sinto, e sempre me senti, deslocada do mundo, de todos. Quando achei que tinha me encontrado em algum lugar.. esse universo de dissipou.
Mais, estou seguindo, ainda esperando.. Pelo o que? Eu não sei, ainda não tenho essa reposta.