quarta-feira, 16 de setembro de 2009

.''Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito!''.


Como disse clarice lispector.. não pudi me despedir dessa criatura que era meu vozinho, que se foi a 4 anos, da forma mais triste e dolorosa que alguém pode ir, sofrendo :/

Eu não pudi me despedir dele, não tive essa oportunidade.. não pude nem se quer dizer a ele

tudo o que eu sentia.. na época jamais imaginaria o que acontecerá.. alias... ninguem sabe quando vai perder alguém que ama..

Depois disso, me tornei uma pessoa chata, sempre abraçando, beijando quem está a minha volta.. como meus familiares, meus amigos.. muito me dão um chega pra lá.. falam que eu ''sofro de carencia'' esses eu deixo de lado.. acho que a única pessoa que jamais rejeita meus abraços é minha avó, e ele.. que se foi.. nunca mas poderei abraça-lo.
A sua ausencia nesses anos todos tem sido horrivel.. mais eu sei que um dia eu encontrarei ele de novo, de uma forma ou de outra..

Essa pessoa que sempre fora batalhadora, forte, e que apesar de todas as besteiras que eu lhe falara na época.. por ser idiota demais,.. jamais deixara de pensa em um segundo em mim quando estivera vivo.. sempre me trouxera o leitinho que eu gostava.. me esperava de fim de semana,, e quando eu não ia.. me ligava.

Sinto muita saudades de você, Sr° Olivio José de Barros, espero que onde esteja.. possa saber o quanto meu amor ainda é grande..e o quanto eu queria ter demonstrado mais ele.

Como diria o senhor: ''O macaco aqui ta certo''.

Pra Sempre: meu carequinha *-*

Um sopro de vida ..

 















''Viver é uma espécie de loucura que a morte faz. Vivam os mortos, porque neles vivemos.De repente as coisas não precisam mais fazer sentido. Satisfaço-me em ser. Tu és? Tenho certeza que sim. O não sentido das coisas me faz ter um sorriso de complacência. Decerto tudo deve estar sendo o que é. O dia corre lá fora à toa e há abismos de silêncio em mim. A sombra de minha alma é o corpo. O corpo é a sombra de minha alma.Sou feliz na hora errada. Infeliz quando todos dançam.Nunca a vida foi tão atual como hoje: por um triz é o futuro. Tempo para mim significa a desagregação da matéria. O apodrecimento do que é orgânico como se o tempo tivesse como um verme dentro de um fruto e fosse roubando a este fruto toda a sua polpa. O tempo passa depressa demais e a vida é tão curta''.
 
Clarice Lispector



Como pode alguem com tamanha capacidade de decifrar - me e entender -me tão bem, como ela?

sábado, 5 de setembro de 2009

Vazio estranho.


Por mais que eu diga, que eu consigo viver sem alguém ao meu lado, tranquilamente.
Sem uma pessoa para amar, além do simples amor de amigo, que as pessoas que eu tenho ao meu lado me completam, que eu não sinto falta de sentir esse sentimendo tão avassalador, quanto é a paixão. As vezes me pego penssando nisso.
Tive uma vez, a chance de poder viver isso, com uma pessoa maravilhosa, mais infelizmente, não soube retribuir o mesmo sentimento, pois mais uma vez, na época estava cega, e amava alguém, que um tempo depois, vi que não valerá tanto a pena assim.
Passou-se um longo tempo, até que consegui tirar de meu coração, digamos que agora, eu estou livre, leve e solta. Não que isso me incomode, pelo contrário, eu fico feliz de saber que não sou como outras garotas, que precisa viver grudada em alguém 24 horas por dia, 365 dias do ano, para poder ser feliz, ou, no meu caso, nos últimos meses, ter momentos alegres.
Mais quando vejo, casais na rua de mãos dadas, um filme de amor, ou leio um livro de romance...
De repente, aquela parte esquecida, aquele pequeno vazio, que até então dormia em silêncio, quieto em meu peito, sem me incomodar.. Despertar.
É nessas horas, que me pergunto, será que essa história de alma gêmea existe mesmo? De metade da laranja? ou a tampa da sua panela?.
Para mim, esse tipo de amor, ou pra ser mais precisa, A PAIXÃO, é algo tão misterioso para mim, quanto a mim mesma. Nunca tiverá isso em toda minha vida.
Vejo as pessoas que tem seus relacionamentos felizes, que encontraram em seu amor, não apenas uma pessoa a quem pudesse dedicar sua paixão, mais também sua amizade, companheirismo, fidelidade, e principalmente.. amor.... muito amor, nessas horas, sinto uma pontada de inveja delas, pois jamais tivera isso.
Nunca soube como é se sentir com borboletas no estômago, como é poder se entregar 100% a alguém e essa pessoa fazer o mesmo por você, como é um beijo de amor sincero, como é andar de mãos dadas, dar milhões de abraços e ansiar cada fim de semana para vê-la. Nunca soube o que é isso, e me pergunto, se um dia saberei.
Nesse assunto, me tornei cética.
É como um ateu, que deixou de acreditou em Deus. Assim sou em relação ao amor, a paixão, mais propriamente dita.
Sinto falta sim, não posso negar, falta de viver experiências assim, ver que os dias se passam, os anos..Minha mocidade indo, e eu... sem viver o que todos já viveram ao menos uma vez na vida. Um amor verdadeiro, único e belo.
Queria ao menos, uma vez em minha vida viver isso. Encontrar uma pessoa com ideologias parecidas com as minhas, não iguais, claro, mais que nossas idéias se encontrassem de vez em quando, queria ansiar por meus fins de semana com essa pessoa, querendo que a semana passe rápido, para ter o simples prazer, de no final, ver meu grande amor, passar aqueles momentos tão curtos e tão esperados, ao lado daquele ser. Queria encontra uma pessoa, que ouvisse minhas angustias, sem julga-las, mais sim, simplesmente ouvir, por que me ama, e quer saber sobre mim, sobre meus sentimentos. Queria ter uma pessoa que eu pudesse fazer a mesma coisa.
Queria alguém para poder abraçar, beijar, apertar, e poder colocar pra fora, todo esse amor contido que tenho dentro de mim, sem que a pessoa me ache grudenta, ou que se afaste, quando eu fizer isso. Queria uma pessoa que andasse comigo pelas ruas, falando asneiras, meras bobagens, ou apenas.. ficarmos um fim de semana em casa, sem nada pra fazer, só desfrutanto o silêncio, e a companhia um do outro, abraçados. Queria o que eu acho impossivel hoje em dia..
uma pessoa que me olhasse com olhos de adimiração, de amor, de paixão... Queria simplesmente... pelo menos, por uma vez em minha vida... alguém que eu pudesse amar sinceramente, e que esse sentimento fosse recíproco, para que ao menos uma vez, eu pudesse vivenciar o lado bom do amor, da paixão.. o lado feliz e único que eu nunca conhecerá em meus 18 anos.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Saudades..



Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida.

Quando vejo retratos, quando sinto cheiros,quando escuto uma voz, quando me lembro do passado,eu sinto saudades...


Sinto saudades de amigos que nunca mais vi,de pessoas com quem não mais falei ou cruzei...

Sinto saudades do presente,que não aproveitei de todo,lembrando do passadoe apostando no futuro...


Sinto saudades de coisas sérias,de coisas hilariantes,de casos, de experiências...

Sinto saudades das coisas que vivi e das que deixei passar, sem curtir na totalidade.


E é por isso que eu tenho mais saudades...Porque encontrei uma palavra para usar todas as vezes em que sinto este aperto no peito, meio nostálgico, meio gostoso, mas que funciona melhor do que um sinal vital quando se quer falar de vida e de sentimentos.

Ela é a prova inequívoca de que somos sensíveis!

De que amamos muito o que tivemos e lamentamos as coisas boas que perdemos ao longo da nossa existência...


Clarice Lispector

Tempo..


.''O tempo passa...

Mesmo quando isso parece impossível.

Mesmo quando cada tique do relógio faz sua cabeça doer como se fosse um fluxo de sangue passando por uma ferida.

Ele passa desigual, em estranhos solavancos e levando a calmaria embora, mas ele passa.

Mesmo pra mim.


New Moon

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Desastre mental














 .''Aqui ninguém entra
Daqui ninguém sai
Somos sobreviventes
De um desastre mental
Eu quero de qualquer jeito
Eu tenho que me salvar''.



Simplesmente... Cazuza